Entenda tudo sobre geolocalização de aplicativos

geolocalização aplicativos

Em uma realidade em que cada vez mais a tecnologia está em nosso cotidiano, a geolocalização se tornou mais que uma funcionalidade. Hoje em dia ela é essencial para facilitar rotas no trânsito, mostrar serviços próximos e até garantir a segurança dos nossos amigos e familiares. Um exemplo disso é a diversidade de aplicativos que implantaram a geolocalização entre seus recursos.

Quer saber mais sobre o que é e como funciona a geolocalização de aplicativos? Confira no artigo de hoje!

 

O que é a geolocalização dos aplicativos?

A geolocalização é basicamente uma tecnologia que permite que um equipamento localize um objeto ou usuário.

Dependendo da tecnologia utilizada, a geolocalização pode mostrar tanto uma estimativa geográfica até uma identificação exata de local.

Originalmente a função foi destinada para uso militar, mas atualmente o recurso é utilizado no desenvolvimento de aplicativos, em smartphones, notebooks, tablets e smartwatches.

Alguns exemplos de apps que usam a geolocalização são: Waze, Google Maps, iFood e Uber.

 

Tipos de geolocalização

A geolocalização pode funcionar das seguintes formas:

  • GPS

Hoje em dia a tecnologia de geolocalização mais confiável e utilizada é a via satélite, o GPS.

Com ela, vários satélites conectados emitem sinais que são coletados e registrados por um terminal.

A partir desses dados, o terminal identifica latitude, longitude e altitude, determinando a localização do objeto.

  • Wi-Fi

Uma alternativa de geolocalização mais usada em ambientes fechados é por Wi-Fi.

Através de várias redes de Wi-Fi disponíveis, é possível determinar a localização de um dispositivo, mesmo que ele não esteja conectado ao GPS e que não tenha sinal da operadora.

  • GSM

Conhecida também como radiofrequência, a tecnologia de geolocalização GSM utiliza as ondas de rádio oferecidas pelas operadoras de telefonia para identificar a posição de um objeto.

Com ela, é possível localizar um dispositivo mesmo que seu GPS esteja desativado, contanto que haja algum sinal da operadora na região.

  • AGPS

O sistema de AGPS é uma versão aprimorada do GPS. Ele coleta dados via satélite, mas também recebe, ao mesmo tempo, informações de uma conexão de dados de uma operadora.

Cruzando essas informações, ele consegue informar a localização de um objeto com mais precisão.

 

Para quais aplicativos a geolocalização é indicada?

Caso você esteja planejando desenvolver um aplicativo, seja para comunicação interna da empresa ou para fins comerciais, saiba quais as melhores categorias de app para integrar a geolocalização:

  • Transporte

Tanto para o meio urbano quanto para controle de cargas, o GPS oferece o rastreamento de objetos e veículos em tempo real, sendo ideais para apps de transporte.

  • Controle parental

A segurança da família é mais um nicho em que a geolocalização se encaixa bem, pois o recurso permite acompanhar onde estão os familiares a partir do smartphone.

  • Serviços próximos

Apps de categorias como o Pedidos Já e iFood devem obrigatoriamente ter uma geolocalização integrada.

O recurso informa ao usuários quais os estabelecimentos mais próximos de sua localização, aprimorando a experiência no app.

Até mesmo na categoria de jogos é possível integrar a geolocalização para criar uma experiência de realidade virtual. Quem não se lembra do estouro de Ingress e Pokémon GO?

 

Vale a pena utilizar geolocalização em aplicativos?

Hoje em dia já se tornou comum baixar um aplicativo e aceitar todas as integrações que ele solicita, incluindo a geolocalização.

Ao aceitar essas solicitações, o usuário permite o acesso à sua localização e outras informações, pois, em troca, tem uma experiência mais personalizada no aplicativo.

Além disso, as principais vantagens de integrar a geolocalização em aplicativos são:

  • Fornece uma análise dos locais frequentados pelo usuário. Consequentemente, permite traçar um perfil dos hábitos e personalidade dos seus clientes, aprimorando o conhecimento da persona;
  • Melhora a experiência do usuário, pois pelo app é possível entregar ofertas personalizadas de acordo com sua região;
  • Permite personalizar resultados de buscas;
  • Possibilita melhorar a comunicação com os clientes através da segmentação hiper localizada;
  • Facilita o deslocamento e monitoramento da equipe externa, em caso de apps empresariais para controle e geração de rotas;

Outra vantagem é que em caso de apps que oferecem rastreamento de produtos em tempo real, a geolocalização reduz a ansiedade dos clientes e aumenta a satisfação.

 

Quais as desvantagens da geolocalização para aplicativos?

Atualmente a maior desvantagem da geolocalização em aplicativos é que ela pode gerar um sentimento de invasão de privacidade e insegurança, pois ela solicita uma informação muito pessoal do usuário.

Muitos usuários se recusam a instalar um aplicativo que solicita a geolocalização, portanto, a empresa que investe nesse recurso deve oferecer benefícios valiosos em troca da informação.

Outro empecilho é que inserir esse recurso no desenvolvimento de um aplicativo encarece seu valor, mas isso acontece com outros recursos também.

Em alguns casos, é mais válido eliminar outros recursos não tão necessários para não abrir mão das informações valiosas que a geolocalização oferece sobre os usuários do app.

 

Ainda tem alguma dúvida sobre a geolocalização para aplicativos? Deixe seu comentário!

compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
undraw message sent
Podemos te ajudar a tirar sua ideia do papel?
pt_BRPortuguese
en_USEnglish es_ESSpanish pt_BRPortuguese